Select your Top Menu from wp menus
Header ad
Header ad

Pioneira e brigona

Pioneira e brigona
Pioneira e brigona

IVETE VARGAS, gaúcha nascida em São Borja em 17 de julho de 1927, parece ter herdado do tio, Getúlio Vargas, o gosto pela política, a garra e a obstinação em defesa de suas idéias. Coincidentemente, idéias atreladas ao “trabalhismo”, que era a trincheira política de Getúlio. Sem pre teve temparamento forte e era dura na queda. Brigava muito por seus pontos de vista.

Como jornalista, Ivete iniciou carreira na cidade do Rio de Janeiro no jornal de seu avô, Viriato Dornelles Vargas. Trabalhou no jornal matutino paulista Folha da Manhã (atual Folha de S.Paulo).

Embora pouco conhecida no estado de São Paulo, em 1950, foi eleia deputada federal pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) ajudada pelos votos de legenda e de seu parentesco com Getúlio Vargas. Tornou-se, em 1953, Embaixadora do Brasil  junto à Organização das Nações Unidas, um fato de grande destaque por ser uma das primeiras mulheres a exerceram posto tão alto na política internacional. Era algo assombroso no Brasil extremamente conservador dos anos 1950.

Foi reeleita sucessivamente entre 1954 e 1966, sendo uma das primeiras parlamentares brasileiras. Sua atuação foi uma grande referência para o avanço das mulheres em todas as áreas restritas aos homens pelo machismo brasileiro. Em 1956, durante o governo de Juscelino Kubitschek, comandou a delegação de parlamentares brasileiros em visita aos países socialistas .

ivete,vargas,focus,web,news,politica,ptb,trabalhismo,brizola,getulio,deputada,federal,guerreira,brigona

Ao “tirar” de Brizola o registro do PTB, Ivete obteve uma duvidosa vitória política, já que o partido perdeu totalmente sua conexão popular histórica.

Num dos últimos episódios de destaque em sua vida, venceu uma “queda de braço” com o também gaúcho Leonel Brizola e – para surpresa de muitos – arrebatou dele a propriedade da legenda PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), causando enorme desgosto a Brizola, A fama de “brigona” e “teimosa” a acompanhou até o fim…

ivete,vargas,focus,web,news,politica,ptb,trabalhismo,brizola,getulio,deputada,federal,guerreira, 2

Em tempos mais amistosos, Brizola visita Ivete no Hoispital Sírio LIbanês, em São Paulo.

Ivete morreu de câncer em São Paulo, no dia 3 de janeiro de 1984.

Related posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *